Corretoras De Imóveis Se Assustam Com O Estado Da Casa Que Dona Idosa Quer Vender

PUBLICADO EM 12/03/2020
ANÚNCIO

Gladys e Carla Spizzirri são irmãs e corretoras imobiliárias, elas estavam preparadas para o pior quando resolveram abrir aquela enorme casa pela primeira vez. Bem, fazia tempo que elas queriam abrir aquela casa, mas só e agora elas estavam prontas a fazê-lo. O que as irmãs corretoras encontraram é tão fantástico que elas mal conseguiam acreditar no que estavam vendo. Na verdade, já tinha algum tempo que elas escutavam boatos sobre o interior da residência. Finalmente a casa número 148 da Rua Jane seria colocada a venda. As pessoas estavam prestes a descobrir, com detalhes inimagináveis, o que realmente tinha se mantido escondido durante todos aqueles anos.



Uma Casa Aparentemente Comum Como As Outras

Quando olhamos de fora, a casa de número 148 da Rua Jane parece uma casa normal. Situada em uma rua de Toronto, Ontário, como qualquer outra, a casa fica em uma rua bem simples, sem qualquer ponto de referência importante ou características especiais nos arredores. A residência é cercada por construções que até se parecem com ela por fora. Poucas pessoas já tinham entrado na casa número 148 da Rua Jane, e tudo o que se sabia sobre o local era que seus moradores eram os mesmos desde o início. Tudo mudou no dia em que duas corretoras receberam uma ligação pedindo para que a casa fosse posta à venda… Agora então uma visita se fazia necessária.



Preço De Venda

As irmãs Gladys e Carla Spizzirri eram as donas da agência de imóveis. Naquele dia todos estavam ocupados com os afazeres de sempre, sem expectativas de que aquele dia teria algo de diferente. Era um dia normal na agência onde as irmãs e corretoras trabalhavam. Elas atendiam telefonemas, mostravam casas e assinavam contratos. Uma das irmãs procurava casas para demonstrar e a outra realizava os acordos com os possíveis clientes. Juntas, elas trabalhavam em perfeita sintonia. Desde sempre elas não trabalhavam juntas, porém em 2009, descobriram que eram a equipe perfeita e decidiram se unir em sociedade.



Um Telefonema Que Mudaria Tudo

Gladys e Carla sempre sabiam qual caminho seguir depois de anos trabalhando, separadas ou juntas. Elas eram boas no que faziam e gostavam de fazê-lo. A imobiliária não costumava ter surpresas mas, naquela vez, até profissionais como elas podiam ficar surpresas. Algumas vezes aparecia algo chocante até mesmo para corretoras de longa data. E foi isso o que aconteceu no escritório. Uma coisa grande estava prestes a acontecer e elas não tinham ideia do que esperar. Por segundos, o escritório ficou calado e, após a breve pausa, aconteceu. O telefone tocou. E era uma chamada que mudaria a vida das irmãs corretoras para sempre. Quem poderia ser?



Quando Um Estranho Telefona

Essa pessoa que estava ligando faria tudo mudar por completo, mas as corretoras ainda não sabiam disso. O nome de quem telefonava era Joyce e ela tinha interesse em, potencilamente, vender a sua casa, como contou para Gladys e Carla, porém, ainda não tinha certeza. Joyce parecia muito nervosa ao explicar que queria vender a casa. Pela forma como ela falava, e pelo seu tom de voz, ela não estava feliz, mas ela era uma mulher muito persistente. Ela acabou vendendo a casa no entanto, porém de uma outra maneira. No telefonema ela deixou escapar um segredo que Carla e Gladys jamais esperavam escutar, e isso mudaria tudo. O telefone de uma imobiliária toca a todo segundo durante o dia, mas essa ligação não seria uma ligação qualquer.



Desafio Sendo Aceito

No telefonema Joyce não estava tentando esconder algum problema da casa, como um aquecedor quebrado, mofo ou etc. Seu segredo era muito maior que isso, além de ser uma coisa que deixaria qualquer um potencialmente um tanto quanto intrigado. Corretores tem um sentido forte e aguçado em relação aos clientes e, as duas irmãs perceberam que Joyce parecia esconder alguma coisa. Elas achavam a princípio que fosse um segredo que tornaria a venda da casa impossível. Elas já tinham encontrado pessoas que tentaram esconder informações sinistras sobre casas antes, já que essas informações levam a dificuldades na venda. Elas se preparavam.



Uma Novidade Inesperada

Depois de muitos anos no mercado, as irmãs acreditavam ter visto de tudo. Elas já tinham lidado com situações que fariam pessoas desistirem da carreira. Porém, Gladys e Carla estavam preparadas para lidar com quase qualquer tipo de asunto. Ou pelo menos é o que elas achavam, até descobrirem a casa número 148 da Rua Jane. Elas se perguntavam o que encontrariam na residência de Joyce assim que chegassem lá para fazer uma vistoria. Elas nunca poderiam prever, apesar das possibilidades mais doidas, como que elas ficariam chocadas com o que estavam prestes a achar naquela casa. Antes porém, era necessário entrar na casa, e pelo visto seria mais difícil do que elas esperavam.



Abrindo A Porta Para Realizar A Vistoria

As irmãs estavam no mercado imobiliário cerca de 3 anos trabalhando juntas e elas conheciam a cidade melhor que ninguém. Eram renomadas por comprar e vender casas nas vizinhanças mais populares de Toronto. Eram especialistas, pois tinham a experiência do seu conhecimento bem desenvolvido. As vezes, as irmãs encontravam casas tão vendáveis que não era preciso nenhum trabalho praticamente. Seria esse o caso da nova casa também? Elas não sabiam, mas estavam incrédulas. Joyce não estava sendo direta com a venda da propriedade. O jeito de saber era então realizar uma vistoria naquela casa.



Seguindo A Diante Para Descobrir O Mistério

A mulher interessada em vender a casa era uma idosa: ela tinha 96 anos. Ainda com idade avançada, Joyce era lúcida e não tinha problemas de audição. Isso deixou a corretora Carla Spizzirri, impressionada, já que ela lembrava de ter que falar alto com a própria avó para ser entendida. O fato de Joyce ser capaz de escutar com clareza pelo telefone era incrível, mas o impacto maior estava por acontecer quando as irmãs vissem onde Joyce morava. Assim que Joyce conversou com as irmãs, ela disse algo tão surpreendente que afeteria o modo com o qual elas veriam a propriedade. Tudo indicava surpresa que elas encontrariam ao entrar pela porta da frente.



Uma Surpresa Inesperada

A casa parecia uma casa qualquer no quarteirão e não tinha nada de especial. Logo que as agentes imobiliárias chegaram perto da casa, elas não imaginavam o que estaria por vir. Porém, ao abrir a porta, elas ficaram chocadas com o que tinha dentro da residência e elas não conseguiam esconder. Joyce disse para as corretoras que ela morava há 70 anos naquela simples casa. Durante sete décadas a casa nunca tinha sido modificada, exceto uma única reforma na cozinha para a instalação de novos eletrodomésticos. Seria uma casa em péssimo estado que jamais conseguiria ser vendida? Assim que ficaram sabendo disso, as agentes imobiliárias ficaram apavoradas com o que iam achar.



Esperando Pelo Pior

Chegava a Hora das corretoras visitarem a casa. Quando as irmãs subiam os degraus da casa número 148 da Rua Jane, elas estavam preocupadas com o que iriam achar. Em sua idade avançada, como a dona Joyce poderia cuidar da manutenção da casa, ainda mais morando sozinha? Elas estavam prontas para o pior. O dia da visita na residência estava se aproximando e as irmãs ficavam cada vez mais preocupadas. Estavam ansiosas sobre se a casa estaria limpa e o que estaria espalhado lá dentro. O pior pesadelo delas era entrar na casa de uma pessoa acumuladora e elas achavam que Joyce poderia ter enchido a casa com lixo e inutilidades durante os últimos 70 anos. Como elas saberiam?



Se Mantendo Otimista

Independente do medo das corretoras, elas estavam prontas para averiguar aquela situaçao. Também, não importava o que elas iriam encontrar dentro da casa, as irmâs estavam felizes com a localização dela. Como o preço das residências da região estava em alta e essa teria um bom valor e seria um bom negócio. Assim que elas desligaram o telefone com Joyce, elas começaram a trabalhar com os números e calcular o possível valor da propriedade. Elas decidiram visitar a casa e descobrir o que faltava para deixá-la pronta para o mercado. O valor no qual elas chegaram era mais alto do que elas pensavam que seria.



Melhor Que O Que Era Esperado

As outras propriedades vendidas pelas irmãs Spizzirri na região foram avaliadas em preços muito altos, mas ninguém sabia o quão valiosa seria a casa da Joyce quando atingisse o mercado. Escondida em um cantinho da vizinhança Old Mill, em Toronto, a casa de Joyce ficava no lugar perfeito. Após analisar, as irmãs estimaram o valor de $968.000. Por’em, havia um problema: Joyce sempre foi incerta pelo telefone sobre as condições da casa. Será que ela havia mudado de ideia com relação à venda da casa? Além disso tudo, o preço estabelecido dependia da condição do interior da residência e do quanto seria necessário em reformas e concertos para que estivesse em condições propícias para a venda.



Dúvida Sobre a Venda

A senhora as assegurou de que tinha a intenção de vender, apesar dos incríveis 72 anos vividos lá. Pode ser muito triste abandonar um lugar após tanto tempo. Era um lar repleto de memórias de uma vida inteira. Mas quando Joyce ligou para as irmãs pela primeira vez, ela parecia hesitante em relação a ideia de vender a casa e isso deixava Gladys e Carla preocupadas. O jeito como Joyce falava deixou as agentes perplexas. Era normal que alguém se sentisse incerto de abandonar um lar com tantas lembraças, mas se houvesse algo de errado com a casa, a agência poderia enfrentar problemas. Estaria Joyce mesmo chateada por sair do local de onde viveu por 7 décadas, ou estaria ela escondendo algo?



Outra Grande Surpresa

Carla e Gladys então precisavam inspecionar a casa número 148 da Rua Jane antes de poderem estimar o qual o valor da propriedade. Seria necessário uma série de manutenções e vistorias antes que a casa estivesse preparada para receber um comprador e o tempo que isso levaria dependeria do estado no qual a casa vinha sendo mantida. Elas nunca esperavam encontrar o que encontraram e a cena chocaria qualquer pessoa, agente imobiliário ou não, que entrasse pela porta da frente. Enfim, as corretoras marcaram uma data para visitar a casa pessoalmente e decidir o que precisava ser feito.



A Última Opção

Joyce tinha tomado a decisão definitiva: ela queria vender a casa e a única coisa que restava era a vistoria pessoal das agentes. A única informação que Carla e Gladys tinham para estabelecer um plano era o endereço da casa e uma foto do exterior, que era bem normal. Essas eram as únicas informações que elas tinham. A casa se parecia com qualquer outra casa da rua, sem nada de especial. O dia havia finalmente chegado e elas apareceram. Joyce abriu a porta da frente para a dupla e elas ficaram admiradas ao ver o que havia sido escondido de todos no interior da casa. Elas finalmente iriam saber a verdade.



Um Interior Esplêndido

Não tinha como as agentes imobiliárias se prepararem para o que encontrariam dentro da casa após abrir a porta da frente. O interior não era nem um pouco comum e, principalmente, não era uma casa de gente acumuladora. Na verdade, Joyce era uma mulher tradicional que só aceitava o mais alto padrão para seu lar. Por dentro, a casa era impressionante. O cuidado metódico para com a residência foi o que mais chamou atenção das corretoras. Tudo era perfeito, desde a decoração até a mobília. Joyce mantinha tudo metodicamente limpo. Mas a surpresa não acabava aí. Ela tinha orgulho de sua casa e isso ficava claro.



Uma Viagem No Tempo

Do papel de parede ao mobiliário, toda a residência era decorada com um olhar segundo a moda da época. A dupla estava em choque e sabia que conseguiria mais dinheiro que o antecipado, pelas condições perfeitas de manutenção da casa. Mas as surpresas não acabavam por aí. A casa era como uma cápsula do tempo. Qualquer um que entrasse sentiria como se estivesse voltando para a década de 1940, a época em que Joyce se mudou para o local e começou a decorá-lo. Gladys e Carla ficaram impressionadas no quão impecável a casa estava a sentiam como se tivessem ganhado na loteria.



Uma Casa Maravilhosa

A casa era a mais limpa e bem cuidada que as agentes imobiliárias já haviam visto ao longo de sua carreira. Enquanto visitavam os quartos, as corretoras descobriram que cada espaço era mais fantástico que o anterior. Era mais que uma residência: era o tributo a uma era passada. Ainda com a condição impressionante do interior, Gladys e Carla notaram um problema de imediato. Era algo que poderia afastar compradores em potencial, mas elas esperavam que não fosse ser um incômodo dos grandes. Joyce tinha cuidado tão bem de sua linda casa que ela estava incerta sobre abandoná-la. Mas qual poderia ser esse novo problema?



Um Problema Grande

A casa era incrível e em perfeitas condições, mas um fator poderia atrapalhar a negociação com possíveis compradores homens que não gostassem de tons de rosa ou flores em quase todos os quartos. A casa toda tinha uma decoração bem feminina. A paleta de cores poderia ser um problema para quem não quisesse redecorar. Os roxos, rosas e dourados de cada quarto definitivamente teriam um efeito negativo nos homens mais masculinos que atravessassem a porta, mas um ambiente chamava muita atenção. A redecoração da residência seria cara e levaria tempo. Isso poderia afetar o preço que as agentes imobiliárias queriam cobrar.



Um Espaço Sem Precedentes

Elas seguiam se supreendendo cômodo atrás de Cômodo. O quarto mais diferente não agradou logo de cara. Ficava no porão e tinha um bar decorado com painéis chiques de madeira que formavam um espaço perfeito para um homem. Se parecia com um reduto masculino e alguns pequenos ajustes o deixariam perfeito. Estava claro que um homem passara algum tempo ali. Bem, o marido de Joyce tinha seu próprio espaço particular para passar um tempo sozinho ou com amigos, um lugar fora do alcance dos tons florais e pastéis que preenchiam os outros ambientes da casa. Uma men cave!



Atrás Da Casa

A casa estava impecável, mas o quintal dos fundos não era assim tão perfeito. Bem, ele havia sido esquecido. Em algum momento alguém havia instalado painéis de grama artificial mas, fora isso, não havia cuidado com aquele espaço. Além do ponto negativo do quinal, Gladys e Carla estavam certas de que conseguiriam um preço alto pela propriedade e a única coisa que faltava era trazer os inspetores que se assegurariam de que não havia nenhum defeito escondido ou problemas que precisassem ser arrumados antes da venda. Se a casa não tivesse nenhum problema mais sério, como por exemplo nos seus encanamentos, ela estaria pronta para a venda.



Os Inspetores Chegam

Mesmo uma casa com aparência perfeita pode ter problemas escondidos para serem descobertos. Esses problemas poderiam ser algum defeito na fundação ou mofo dentro das paredes. Qualquer uma dessas alternativas afetaria o preço, mas Clara e Gladys estavam confiantes que a propriedade estaria bem, principalmente após ver como Joyce havia cuidado dela. Apesar da confiança, tanto delas quanto de Joyce, sempre existe possibilidade de algo inesperado ser descoberto. Poderia existir algum problema que permaneceu despercebido pelos proprietários. Quando os inspetores chegaram para verificar, todos esperavam algum tipo de surpresa. Será que eles descobriram algo de ruim?



Debaixo Da Casa

Os inspetores olharam por todos os lados, buscando as surpresas que poderiam estar dentro de paredes velhas. Logo que os inspetores chegaram na casa eles começaram o trabalho, procurando e vasculhando cada milímetro da casa. Tinha muito a se inspecionar e isso levaria tempo. Ainda assim, o que eles descobriram deixou todos em choque. A casa estava impecável. Na verdade, ela estava em uma situação bem melhor do que no dia em que os proprietários chegaram. Joyce tinha cuidado tão bem da casa, ao lado de seu marido, que nada precisaria ser feito e a casa já estava pronta para ser colocada no mercado assim que as agentes vretornassem ao escritório. Todos ficaram perplexos!



A Luta

Quando Gladys e Carla chegaram no escritório, elas colocaram a casa de Joyce a venda por $699.000. Ainda com preço alto, algo animador aconteceu. Uma batalha de lances começou assim que as pessoas se apaixonaram pela casa preservada no número 148 da Rua Jane. Logo que os possíveis compradores viam o interior, eles queriam a casa e os lances só aumentavam. A residência era a escolha perfeita para quem tinha interesse na vizinhança de Joyce mas, até mesmo pessoas que não estavam em busca de uma casa começaram a se interessar: queriam a residência única. Era afinal um lugar especial.



Uma Cápsula Do Tempo Perfeita E Autêntica

A história da casa deixava todos encantados. Não demorou para que a incrível casa e seu interior viralizassem e aparecessem nas notícias e na internet. A habilidade de uma senhora de 96 anos de manter os belos ambientes chamou a atenção, e o preço, que se elevava rapidamente, também ajudou na popularidade da história. Para a maioria das pessoas que liam ou compartilhavam as publicações sobre a casa, parecia que ela assumia o papel de um museu ao invés de uma residência. Nada havia sido mudado desde o início da vida de Joyce lá, e isso era evidente. Seu interior retratava os anos 1940 de todas as formas.



Uma Nova Cozinha

não devemos esquecer que havia um cômodo distinto naquela antiga e bem cuidada casa. Ainda que a casa permanecesse intocada, Joyce admitiu que ocorreu uma mudança das grandes. Nos anos de 1960, a cozinha foi modernizada com novos equipamentos. Como o projeto original não era prático para os novos tempos, ela foi atualizada sendo reformada. Ainda que a última reforma da cozinha tenha sido na década de 1960, todos os aparelhos eletrodomésticos funcionavam perfeitamente. Lembrando do cuidado que Joyce teve todo esse tempo com a sua casa. As irmãs estavam impressionadas. Todos estavam, na realidade.



Para Onde Será Que Joyce Foi?

Tinha ficado claro todo o cuidado de Joyce em decorar a sua casa, ela se considerava uma designer de interiores. Foi o que ela disse ao Daily Mail, e era óbvio que ela levava seu talento a sério. Mas agora ela estava prestes a sair de seu lindo espaço depois de todos esses anos. Ela já trabalhara como costureira e apesar de sua casa impecável, nunca fez projetos como decoradora profissionalmente. Segundo a HGTV, ela disse “Eu sempre tentei ser individual e seguir meu próprio estilo”. Para onde ela iria? A mídia descobriu que Joyce estava vendendo sua casa para ter dinheiro para se mudar para um asilo e aproveitar o resto de seus dias sem precisar cuidar de uma casa.



As Coisas Mudaram

Joyce e seu marido se mudaram para o sobrado de tijolos e decidiu transformá-lo em um lar. A casa número 148 da Rua Jane, pertenceu a Joyce junto com seu marido, desde 1942. O que todos queriam saber é se os novos donos iriam manter o interior como ele estava ou se eles fariam uma grande reforma. Seria uma pena se todo o trabalho duro de Joyce na construção fosse destruído. Hoje, ninguém sabe o que os novos proprietários fizeram. Acreditamos que a residência foi vendida, uma vez que o anúncio não existe mais. Como a casa não é um museu nem havia sido tombada, os compradores podem fazer o que quiserem. Seguimos curiosos.



Notícias Tristes

Apesar da perfeição de seu interior, a mobília não estava incluída no preço da compra. Foi uma decepção já que sua remoção teria um enorme impacto na decoração da casa. Havia essa má notícia para os compradores em potencial da casa da Joyce. A filha de Joyce receberia o mobiliário como herança, o que é positivo, uma vez que ela tem boas lembranças guardadas nas antiguidades que haviam sido preservadas. Isso afetou um pouco a aparência da casa, mas não importa o que façam com ela nos próximos anos, a propriedade sempre será o testamento de como a história seria caso assumisse a forma de uma casa. Linda!



Depois De 70 Anos

Apesar do tempo, e mesmo depois de ter uma filha, Joyce conseguiu manter a residência como ela era desde o dia em que se mudou. Joyce tinha só 24 anos quando foi morar na casa número 148 da Rua Jane, e morou por 7 décadas lá. O que parecia ser uma simples casa de tijolos por fora se transformou devido ao seu talento como decoradora, e se tornou um local incrível para se morar. O quarto principal, onde Joyce passou a maior parte do tempo, continua impecável. As cadeiras parecem nunca ter sido usadas e a cama parece nova, ainda que da década de 1940. Impressionante.



Cores Agradáveis e Delicadas

Joyce gostava de tons pastéis de rosa e roxo. O que pode parecer fora de ontexto em outras casas era tão bem feito na casa dela que o espaço se tornou cativante e confortável, até mesmo anos depois de ter sido decorada anos atrás. Joyce contou a mídia que seu estilo de decoração de tom sobre tom pois ela apreciava cores suaves. Tudo na casa havia sido escolhido com tanta atenção que nenhum item estava fora de lugar. Toalhas e molduras foram escolhidas para combinar com a decoração do cômodo onde estão. Após 70 anos, a maioria das casas precisaria de manutenção, porém, nesse caso não é possível dizer que essa casa tem tanto tempo assim.



Belos Ornamentos

Estampas barrocas, toques dourados e padrões florais são apenas alguns dos detalhes que fazem esse espaço tão maravilhoso. Essa casa de três quartos e dois banheiros tem carpetes e papéis de parede das décadas do pós-guerra. Fora isso, as lareiras foram projetadas para manter a casa quente durante o frio inverno de Toronto. Os cômodos da casa foram planejados com cuidado e decorados para combinar entre si. Como uma obra de museu, a casa possui louças personalizadas e peças sob medida, incluindo os metais e as dobradiças. O quarto principal é lilás brilhante, com detalhes em verde água e um toque de fúcsia. Totalmente singular.



A Fundação Da Casa

A lavanderia possui armários de madeira que parecem recém instalados além do conjunto completo de máquinas de lavar, que provavelmente são da mesma época do resto da casa. Como os andares principais são muito belos, o porão é incrível. Além da experiência de cuidar e decorar sua casa, Joyce também manteve o local em um nível difícll de imaginar de tão perfeito, funcional e limpo. Pelas imagens fica claro que a senhora, junto com o marido, mantinham o que tinham com muito cuidado, e o faziam muito bem! Essa casa foi criada e mantida com tanto apreço que 7 décadas depois virou notícia e foi cobiçada por muitas pessoas.



Seguindo seus passos

Joyce gostava bastante de decorar sua casa e cuidar dela. Ela conseguiu manter sua casa em um padrão que poucas pessoas podem alcançar durante toda vida. No caso de John Sims, no entanto, sua casa recém-comprada no estado do Arizona não tinha sido bem mantida pelos proprietários anteriores.

Seguindo seus passos

Novo começo

Mas para John Sims, foi um bônus inesperado quando ele comprou sua casa em Tucson, Arizona, de um amigo em 2015. Depois que a venda foi concluída, o proprietário anterior contou a Sims um segredo muito legal: alguma coisa estranha poderia estar enterrada em seu mais novo quintal!

Novo começo

Então eu ouvi

O amigo de John disse a ele que existiam rumores de que algo foi enterrado no novo quintal de John. Agora que John era o dono da propriedade, ele poderia fazer qualquer coisa com ela. Pois bem, o que você faria se recebesse uma notícia desse tipo?

Então eu ouvi

Curiosidade Selvagem

Compreensivelmente, John ficou muito curioso sobre o que havia em seu quintal. Ele meio que brincando disse ao amigo que queria uma pá emprestada. Durante o tempo em que os dois riam, John sabia que o equipamento adequado era necessário para o trabalho.

Curiosidade Selvagem

Um Novo Projeto

John estava muito determinado a descobrir o segredo de seu quintal, então ele começou a trabalhar em seu mais “novo projeto”. Ele não poderia deixar o assunto passar de forma alguma. Doi então que John começou a cavar e o que ele descobriu te deixará de queixo caído.

Um Novo Projeto

No Calor do Arizona

Naturalmente, o calor do Arizona era intenso e a temperatura subiu para três dígitos em graus Fahrenheit. No entanto, John continuou a sua tarefa e não desistiu devido ao calor intenso daquele dia. Mesmo que com trabalho determinado, ele ainda saiu sem boas notícias. John não desistiu, no entanto.

No Calor do Arizona

Ajustamento

John já tinha cavado quatro buracos em seu quintal, mas não havia encontrado nada. Apesar da decepção, ele começou a pensar em uma maneira diferente de encontrar a suposta coisa enterrada em seu quintal. De repente, ele pensou em algo. Agora tudo fazia sentido para ele! 

Ajustamento

As Pistas

John pesquisou nos registros municipais da cidade de Tucson, no Arizona e de acordo com a área em que a sua nova casa estava localizada ele encontrou exatamente o que precisava. De acordo com os registros de construção, um bunker foi construído lá por Whitaker Pools no ano de 1961. Ninguém sabia ao certo se ele havia se mantido nos 54 anos desde então, então John partiu imediatamente para descobrir a verdade.

As Pistas

Levando para outro nível

John sabia que precisava fazer as coisas de maneira inteligente, então contratou consultores que usavam equipamentos como detectores de metal. Eles revistaram o quintal de John. Não houve nada no início, mas os detectores dispararam de repente e todos ficaram boquiabertos!

Levando para outro nível

Marcando o lugar com X

John ficou emocionado e marcou os dois pontos onde o detector disparou com um X. Log em seguida, John rapidamente começou a cavar os pontos. Então, foi quando a sua pá atingiu algo. Ele sentiu um frio em sua espinha e um sentimento de felicidade tomou conta de seu corpo. Pois bem, ele sabia que poderia ter descoberto algo importante. 

Marcando o lugar com X

Golpe de sorte

A pá atingiu algo de metal. John estava em êxtase e mesmo assim decidiu fez uma pausa. A princípio, ele pensou que havia atingido uma fossa séptica. No entanto, ele sabia que poderia ser outra coisa. Para evitar causar qualquer dano, era necessário ter muito cuidado.

Golpe de sorte

A descoberta

John realmente encontrou algum tipo de escotilha. Ele limpou a área ao redor e então decidiu abrir a tampa. Ele olhou com extremo cuidado, certificando-se de não inalar muito. Era possível que houvesse fumaça tóxica ou mofo dentro. O que ele viu o surpreendeu. Ele jamais havia ficado tão surpreso durante toda a sua vida.

A descoberta

Escadas Abaixo

Sob a tampa, John viu uma escada em espiral que descia. Ainda que estando extremamente animado, ele hesitou e por um bom motivo. Pois bem, ele não fazia ideia que estava prestes a descobrir algo inacreditavél. Por um momento, ele parou e respirou fundo, contando até dez.

Escadas Abaixo

Segurança primeiro

John é capitão do corpo de bombeiros e sabia que era tolice prosseguir sem qualquer preparação séria. Ele também sabia que existia a possibilidade de que a estrutura abaixo fosse instável, então ele logo pensou em um plano. No entanto, ele não poderia executá-lo sozinho. Com treinamento avançado em resgates em espaços confinados, ele sabia como testar o ar para verificar se havia mofo e também ter algumas pessoas por perto, caso ficasse preso.

Segurança primeiro

O time

John ligou para amigos para pedir ajuda. Seu plano incluía ter reforços para o caso de algo dar errado. Havia uma tarefa importante que eles tinham que concluir antes que pudessem explorar o misterioso espaço. O time elaborou um plano surpreendente e todos estavam muito ansiosos para executá-lo.

O Time

Rumores

O amigo de John deu-lhe uma dica tentadora sobre o quintal. Ele disse que a casa que John havia adquirido tinha mais do que aparenta. Rumores diziam que havia algo enterrado lá, nas profundezas do solo, mas ele nunca investigou totalmente.

Rumores

Rumores

Construindo um mistério

Como qualquer pessoa que tivesse um segredo escondido sob a ponta dos dedos provavelmente sentiria, John estava enlouquecendo de curiosidade. No segundo em que seu amigo passou essa informação para ele, mesmo que fosse apenas uma esperança tola, ele ficou intrigado.

Construindo Um Mistério

Construindo Um Mistério

Começando

Demorou um pouco mais para colocar as coisas em andamento, mas John estava determinado a descobrir quais segredos seu quintal guardava, se algum. Ele se perguntou o que iria encontrar, se alguma coisa, e como poderia estar intacto. As possibilidades eram ilimitadas.

Começando

Começando

Verão na cidade

Durante o tempo em que John começava a explorar seu quintal, os elementos estavam trabalhando contra ele. O notório calor do Arizona estava fervendo, atingindo os três dígitos Fahrenheit. John continuou avançando, armado com sua pá, na esperança de encontrar algo.

Verão Na Cidade

Verão Na Cidade

Ouro impressionante

O que quer que a pá de John tenha batido era claramente metal. Mesmo que a descoberta tenha sido emocionante, ele fez uma pausa. A princípio ele pensou que poderia ser uma fossa séptica e se perguntou se não seria uma má ideia continuar cavando em volta dela.

Ouro impressionante

Ouro impressionante

Passo um

A primeira coisa a fazer era reforçar e reparar toda a estrutura de concreto que circundava as escadas que desciam para a caverna. As escadas eram muito perigosas, porque estavam enferrujadas e podiam ceder. Tudo isso estava impedindo John de descobrir o que estava por vir.

Passo Um

Passo Um

Rocha firme

John e seus amigos trabalharam diligentemente para estabelecer várias camadas novas de concreto. Eles queriam proteger o vergalhão dentro da escotilha. Se alguém estava entrando lá, eles tinham que estar absolutamente certos de que a estrutura não iria desmoronar ao seu redor.

Rocha Firme

Rocha Firme

Calor fervente, odor de verão

O intenso e escaldante calor do Arizona era um problema enorme e inevitável, impedindo o progresso deles. Pior, ninguém poderia saber se aquele calor intenso e direto poderia impactar qualquer coisa que estivesse dentro do buraco. A equipe montou uma tenda no quintal para protegê-lo e a si próprios.

Calor fervente, odor de verão

Calor fervente, odor de verão

Planejamento

Como parte de seu plano para melhorar a estrutura misteriosa sob o quintal de John Sims, ele e seus amigos tiveram que instalar uma linha elétrica. O que quer que eles descobrissem lá dentro, a equipe queria ser capaz de iluminar adequadamente e usar ferramentas elétricas para futuras escavações.

Planejamento

Planejamento

Pronto para visitantes

Após o trabalho de alargamento da entrada, o túnel parecia em um estado muito melhor do que quando foi descoberto pela primeira vez. Eles haviam trabalhado intensamente durante todo o calor opressivo do Arizona e, no entanto, quase nenhum dos trabalhos foi escavação real. Por fim, John se sentiu confiante de que poderia escalar com segurança essa incrível descoberta de quintal.

Pronto Para Visitantes

Pronto Para Visitantes

ANÚNCIO